Sunday, November 21, 2010

Lamentações

 Olá. Ontem andei a cuscar alguns blogs e encontrei no Innocence um post que me lembrou de um tema que já eu tinha pensado bastante.
 É que acho que, por vezes, sou demasiado queixinhas. Queixo-me demais! Bem não ao ponto que a miss R. referiu no seu blog (Quando chove eu não penso que Deus não me ama xD) mas já há algum tempo que penso que, às vezes, me lamento de coisas normais que toda a gente tem de enfrentar.

 Dou por mim a lamentar-me do tempo ("Ai que vem aí a chuva, que porcaria." Mas olha que boa, por mais que eu me lamente, não o posso mudar, certo?), de ter de estudar e de fazer trabalhos ( Mas fui eu que decidi continuar com os estudos. E sem estudo e trabalho não se vai a nenhum lugar na vida), de não ter tempo para ler um livro (Há muitos estudantes universitários que conseguem ler livros. Se eu não tenho tempo, é porque não o estou a gerir bem!) e por aí...
 Eu até sou uma pessoa bastante optimista, gosto de ver o lado positivo das coisas e isso tudo portanto acho que esta pequena característica não vai muito comigo e é algo que tenho tentado mudar =)

 Se calhar é da sociedade... Quantas vezes não se estão os portugueses a queixar? "Ai esta crise." "Ai este tempo" "Ai o meu filho coitadinho não passou por causa daquela professora que é má e lhe deu negativa, e com 3 negativas ele não passou", até mesmo aqueles "concursos" das velhotas para verem quem tem mais doenças (xD) e por aí adiante... Não me interpretem mal, não é que eu ache que os portugueses não tenham razões para se queixarem (há muita coisa que está mal!) mas realmente não é com lamentos que conseguimmos progredir mas sim com trabalho!
 E pronto já me prolonguei muito mais do que tinha planeado...

 Agora vou fazer a minha lista de Natal e ver os Ídolos ;D

3 comments:

Cris said...

Eu sou igual. xD
Mas nem tento mudar, se eu já acho que guardo muita coisa para mim se guardasse esse tipo de coisas, rebentava. :D
Já fiz a minha lista, está pequenina.
Espero receber tudo. :')
E também vou ver o Idolos, em vez de estudar Fisiologia Humana!

Sissy said...

Existe um limite para tudo...o problema é que poucos percebem..

Beijooo***

R. said...

Eu tava a falar mesmo do extremo, aquelas pessoas que *Só* conseguem ver o mal que têm na vida mesmo que ele não exista. Aquilo que tu fazes é o mesmo que eu e toda a gente faz e é, digo eu, saudável ;)

Beijinho*

[e obrigada pela publicidade gratuita ;) ]